RJ em 2 dias

Estamos tão acostumados com o local que moramos, que acabamos esquecendo de falar dele e focamos em outros estados!

Mas, hoje reservei esse espaço para dar uma dica de como conhecer um pouco do Rio de Janeiro em APENAS 2 dias.

O Rio de Janeiro é um estado repleto de praias, trilhas e N pontos turísticos para todos os tipos de gostos e classes.

Para você que precisa vir ao Rio a trabalho e vai ficar mais uns 2 dias de descanso, ou até mesmo se estiver fazendo escala e for ficar esse tempo aqui, trarei algumas opções baratas e lindas de se conhecer no Rio!

Minha missão foi mostrar o Rio de Janeiro para um amigo de Espírito Santo (Lucas), que conheci quando fui para o Deserto do Atacama.

Como já sei todos os paranuês daqui, ficou mais fácil ainda! Mas, ele só tinha 2 dias (na verdade 1 e meio) para fazer esse tour.

Então, vamos lá!

Roteiro 1° DIA – CENTRO – Aeroporto / Lapa / Escadaria Selarón / Parque das Ruínas / Museu do Amanhã / Boulevard Olímpico.

1° parada – Aeroporto buscar o amigo! Cheguei por volta das 11H no Santos Dumont. O que tornou tudo mais fácil, pois ele fica bem no centro da cidade.

De lá seguimos direto para Lapa. Onde tem a opção de ir andando, que leva em média 15min ou pegar o VLT.

Os Arcos da Lapa é um dos pontos turísticos mais conhecidos e visitados do Rio. Mas, fique ligado. Essa parte do centro é onde se concentra bastante pivete e geralmente andam com facas para te abortar.

Então, muito cuidado ao andar com celular, câmera da mão. De preferência, tire a foto e em seguida guarde.

Dica: Na esquina bem de frente para a Escadaria há um restaurante maravilhoso, chamado Os Ximenes, com ótimo preço e comida deliciosa! Indico demais caso queira almoçar.

2° Parada – Escadaria Selarón

Bem próximo aos Arcos está a Escadaria Selarón! Um local que é de obrigatoriedade conhecer no Rio!

Hoje toda reformada com azulejos coloridos, Jorge Selarón queria mudar a escadaria que passava em frente à sua casa e começou uma reforma que depois se tornou uma pequena obsessão. Mal sabia ele que aquela escadaria se tornaria um dos pontos turísticos mais famosos do mundo.

IMG-20180324-WA0154

Subindo todos os seus 215 degraus, você chega no bairro Santa Tereza, em uma rua toda de paralelepípedo. Ali você já consegue avistar uma placa informando que o Parque das Ruínas fica em aprox. 15min a pé.

3° Parada – Parque das Ruínas

Aquele momento de arrependimento por ser carioca e não ter ido antes no Parque das Ruínas batendo em 3, 2, 1. Rsrsrs

Após uma leve ( nem tão leve assim ), subida as ruas de Santa Tereza, chegamos no Parque das Ruínas.

Lá encontra-se os resquícios do Palacete Murtinho Nobre, erguido entre 1898 e 1902, e local onde Laurinda Santos Lobo morou. Uma dama da sociedade e herdeira de uma rica e poderosa família, que se dividia entre Rio de Janeiro e Paris.

A entrada é gratuita e a vista é deslumbrante demaaaaais!

De lá conseguimos ver uma boa parte da Zona Sul do Rio. O morro da Urca e ainda conta sempre com uma boa exposição.

4° Parada – Boulevard Olímpico e Museu do Amanhã.

Descemos tooooda Santa Tereza e de volta a Lapa pegamos um VLT até o Boulevard! (Custa em torno de R$4)

O Boulevard Olímpico é o espaço reformado no Centro do RJ especialmente para sediar as olimpíadas. Lá tiveram várias atrações e ficou marcado até hoje pelas pinturas do artista Kobra nos muros das antigas construções.

2-rio_0920-web56_copy

Um novo cartão postal se criou na nossa cidade maravilhosa.

No mesmo local também se encontra o Museu do Amanhã. Dentro há várias exposições e a entrada tem precinho ótimo.

Nós não entramos, pois, o tempo já estava corrido. Mas, caso tenha um pouco mais, vale a pena entrar.

IMG-20180324-WA0166

Bom, fizemos tudo isso num total de 7h, SEM GASTAR QUASE NADA! (Apenas 2 passagens de VLT).

À noite, se ainda tiver pernas fica livre para algum barzinho, mas como o dia seguinte seria cheio, fomos descansar!

Roteiro 2° dia – ZONA SUL – Morro da Urca / Mureta da Urca / Forte de Copacabana / Copacabana / Ipanema / Arpoador.

Não tem como vir ao Rio e não conhecer a Zona Sul, correto?! O nosso cartão postal… o nosso famoso calçadão de copa!

Mas, também não tem como vir ao Rio e não fazer se quer 1 trilha. Então, juntei o útil ao agradável e fomos!

1° parada – Morro da Urca.

O Morro da Urca é um dos lugares mais lindos que possui no Rio. Saímos bem cedinho e pegamos o ônibus que vai para a Urca na rodoviária da Central do Brasil. O ônibus pára em uma pracinha próximo à estação do bondinho.

A opção de subida pode ser de bondinho (custa em média 40) ou por uma leve trilha (custo zero). A subida da trilha fica um pouco mais a frente (uns 100 metros), seguindo direção praia.

Subimos de trilha, pois além de ser a opção mais barata, também é uma paixão e o caminho percorrido é lindo! Leva aproximadamente 25min a subida.

Não esqueça de levar uma garrafinha de água e ir com roupas confortáveis. Falo mais sobre a trilha do Morro da Urca em outro post dedicado a ela.

Lá de cima temos a vista da Marinha da Glória, Praia Vermelha, Pão de Açúcar, Cristo Redentor, Ponte Rio-Niterói e muito mais. É espetacular demais!

Passamos uma parte da manhã e descemos pela trilha também! Ficamos um pouco na famosa Mureta da Urca para apreciar a vista e logo pegamos ônibus para Copacabana.

2° Parada – Forte de Copacabana / Copacabana / Ipanema / Arpoador

Levamos em média 40min para chegar em Copacabana. Pegamos ônibus no ponto da Mureta da Urca para o metrô de Botafogo e de lá pegamos o Metrô para Copacabana, descemos na estação Siqueira Campos.

Uma passeada pela orla de Copacabana até chegarmos na ponta da praia, onde fica o Forte de Copacabana. Construído no final do Século XIX com o objetivo de proteger a cidade dos possíveis ataques marítimos, lá podemos ainda encontrar toda sua história, fotos, canhões e ter uma vista incrível do Oceano.

A entrada no Forte é paga, mas senão me engano pagamos no máximo 10 reais. (Se for estudante paga meia).

De lá, seguimos para curtir o mar de Ipanema. É só seguir o mesmo calçadão que as praias vão se encontrando.

Passamos a tarde aproveitando esse sol maravilhoso do Rio e no fim da tarde sentamos no Arpoador para contemplar o famoso pôr do sol do Arpex, com sua linda vista para todo o mar e no fundo o Morro Dois Irmãos.

IMG-20180325-WA0016

Bom, chegamos ao fim de 2 dias pelo Rio!

Como foquei sobre o que pode ser feito durante o dia, a noite acabou ficando livre para estender seu dia pelas ruas em algum barzinho, Pub ou até mesmo uma baladinha pela madrugada.

 

Algumas dicas são super válidas e poupam tempo durante sua estadia, então se liga nessa:

– Se sua intenção é se locomover de ônibus, vá a um posto do Rio Card (Barcas S/A, ou Central do Brasil.) compre o cartão recarregável da Rio Card. Já recarregue com uns 50 reais e fique à vontade passando em ônibus, trem, metrô, VLT, BRT e economize tempo e evite ficar mexendo em bolsa para pegar dinheiro na rua. Encontre mais informações de onde comprar um aqui.

– Evite SEMPRE andar com bolsa grande, usar telefone na rua, ficar com câmera na mão. Nenhuma cidade hoje em dia está livre do perigoso. Mas, quando viajamos (e digo isso pq sinto isso quando viajo) achamos que o local nunca é tão perigoso quanto falam. Então, como a oportunidade faz o ladrão, EVITE!

– O Rio é BEM quente dependendo da época, então ande sempre com roupas leves. Sapatos confortáveis, pois como vimos muita coisa podemos fazer andando e nunca esqueça seus óculos de sol e protetor solar.

Espero ter ajudado um pouquinho quando sua estadia precisar ser rápida, mas ainda assim proveitosa.

Qualquer dúvida pode perguntar aqui embaixo que estou pronta para ajudar! E se esse post foi útil para você ou conheça alguém que precisa dessas dicas, não deixa de enviar para ela!

Até a próxima pegada!

Veja mais fotos em @aldne

Categorias Trilhas, Viagens

4 comentários em “RJ em 2 dias

  1. gostei muito de td que li,vai me servir bastante.

    Curtir

    1. Obrigada!! Em breve postarei mais coisas sobre o Rio e outros lugares!

      Curtir

  2. Dicas da subida no Cristo? Como chegar melhor?

    Curtir

    1. Oi Nadi!!!
      O Cristo pode subir por trilha (moderada) e aí você economiza o bondinho, mas paga a entrada ou por bondinho.
      Aconselho o bonde porque essa é uma trilha com alto índice de assaltos. Tem até uma placa lá informando isso.
      A subida é pelo parque laje. A melhor opção dependendo de onde esteja é ônibus ou uber.

      Espero ter ajudado! ☺️

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close